segunda-feira, 22 de novembro de 2021

Palestra o com coordenador da patrulha MARIA DA PENHA em Marabá.

 


No dia 18 deste de novembro/21 A Lei Maria da Penha foi tema da palestra promovida pelo inspetor da guarda Municipal, Roberto Lemos Dias, que é coordenador da patrulha "Maria da Penha". Junto com ele estava a GCM Jacileia Saldanha e Silva. 

    A referida palestra caiu como uma luva na comunidade escolar paulufreiriana, pois estamos vivenciando momentos atípicos dentro do ambiente escolar, onde observa-se uma grande agitação dos alunos e imaginamos que isso seja reflexos dos conflitos vivenciados em sociedade e até mesmo no ambiente familiar.

    Diante dessa  situação precisamos contar com a ajuda de pessoas que entendem e convivem com essa triste realidade, e estes palestrantes realmente são capacitados para lidar com situações inerentes.

    Portanto garantimos que foi com grande satisfação que recebemos estes ilustres palestrantes na escola. Isso porque, ao analisarmos o conteúdo da reunião, a forma descontraída e dinâmica de dialogar com os alunos, não temos nenhuma dúvida de que tiveram um grande aprendizado. 

       Até porque o tema das palestras despertaram interesse nos alunos e os palestrantes conseguiram atrair atenção de todos, passando informações que certamente irão ajudar a melhorar o comportamento desta juventude, tanto dentro do ambiente escolar como também no convívio familiar. 

    Muitíssimo obrigado Roberto Lemos Dias e Jacileia Saldanha e Silva. Vocês sempre serão muito bem vindos à nossa Escola!        

A direção. 

Fotos, vídeos, edição e postagem: Lusa Silva, professora responsável pelo laboratório de informática educativa da E.M.E.F. prof Paulo Freire. 

Veja as fotos

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Festinha de despedida para os professores Daniel e Silney Sales

         A equipe "Paulo Freire", fez uma festinha de despedida para os professores Silney Sales e Daniel. Eles merecem todos os nossos aplausos pois são  excelentes profissionais, por isso, não temos dúvidas que vamos sentir muito a saída deles de nosso escola. Tanto nós profissionais, quanto os alunos, pois eles sempre foram admirados, queridos e respeitados por toda classe estudantil desta Escola. Garanto que não queríamos que eles saíssem de nossa Escola , mas como não podemos impedir, só nos resta desejar sucesso para eles nestas novas etapas que irão iniciar e não temos dúvidas que eles serão bem acolhidos e farão lindas histórias seus novos cargos, porque os bons professores serão bons profissionais em qualquer cargo lhes forem confiados. Portanto só nos resta desejar SUCESSO para estes dois ilustres PROFESSORES! Nunca iremos esquecer que vocês deram uma contribuição valorosa para esta comunidade escolar. 
Para completar nossa fala vejam um pouco da trajetória do professor Silney Sales na escola Paulo Freire

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

A ACADEMIA VAI À ESCOLA

A Escola Prof°. Professor Paulo Freire vem agradecer aos alunos que participaram do belíssimo evento  intitulado de: "A ACADEMIA VAI À ESCOLA", uma iniciativa da ALMA- Academia marabaense de letras, com a participação dos poetas: Bertin Di Carmelita Javier Di Mar Y abá Cezamar e Manoel Rodrigues. E com participação especial da Gabi, do canal YouTube CONTA GABI. Um evento que merece todos nossos aplausos pela maneira como foi ministrado, pelo carinho, a simplicidade e a metodologia usada por eles, tanto nas falas, quanto nas atividades que foram desenvolvidas. Foi simplesmente um momento mágico, para esses alunos,  pois eles ficaram tão empolgados que esquecemos até do horário, sendo necessário avisá-los que teríamos que parar, pois já era meio-dia e tínhamos combinado que seria só até às 11h e 30min. Então só nos resta agradecer a presença de todos que colaboraram para que este evento acontecesse, neste momento que ainda estamos tentando um um retorno de nossos alunos, e apesar das dificuldades conseguimos trazer um bom número e envolvê-los com atividades de leitura, interpretação de textos e escrita. 
A direção.veja nossas fotos

quarta-feira, 11 de março de 2020

COMPONENTE CURRICULAR DE HISTÓRIA

      Dando sequência aos estudos dos objetos de conhecimento e as habilidades (EF09HI03/ EF09HI03MB/ EF09HI04) propostas pela base nacional curricular, foi orientado para os alunos das turmas do 9º anos a pesquisarem sobre a situação do negro na sociedade brasileira, desde a chegada como mão de obra escrava até a atualidade.
Usei com proposta como metodológica a apresentação de seminário em PowerPoint. Orientando-os também a usarem os Smartfones com as ferramentas do Google. E após a formação dos grupos eles ficariam responsáveis por baixar o aplicativo em seus celulares  e assim prepararem as devidas apresentações.
     Fiquei surpreso com as apresentações, pois eles deram shows de apresentações sem contar que capricharam no design inserindo fotos para ampliar o conhecimento nas apresentações.  E isto foi bastante gratificante, pois alem da proposta da pesquisa que dá fundamento teórico para o aluno sobre a situação do negro no Brasil, colaborou de forma bastante significativa com a inserção digital e tecnológica no cotidiano escolar dos nossos alunos.
     Eu, Lusa Silva, fiquei encantada com as apresentações de slides dos alunos destas turmas já parabenizei os alunos e quero parabenizar o professor Silney pelo empenho e dedicação, pois diante  da deficiência do nosso laboratório de informática (computadores travando e internet péssima) ele desenvolvendo o trabalho com os alunos usando outras metodologias. Usou como ferramenta os celulares dos próprios alunos. Ensinando-os a usarem a ferramenta PowerPoint para produzir os slides. E para dá continuidade inclusive nas correções e para as apresentações os alunos enviam os trabalhos via whatsapp. Parabéns mesmo  professor vamos orientar nosso alunos a usarem o celular como ferramenta de estudos.
Veja os Slides 👇

O NEGRO NA SOCIEDADE

NEGROS NA SOCIEDADE

MULHERES NEGRAS

NEGROS


terça-feira, 10 de março de 2020

CITOLOGIA

O cenário de uma aula lúdica da turma do 
6º ano “A” Foi simplesmente espetacular
Segundo o professor Daniel Oliveira, "O trabalho desenvolvido com os alunos do 6º Ano A, teve como objetivo principal o estreitamento da relação professor/aluno, bem como levá-los a reconhecer as características de uma célula eucariótica. Assim também como as funções de cada uma das partes. Atividades lúdicas são fundamentais para o  despertar do desejo por qualquer componente curricular. Dessa forma, notou-se uma participação assídua de todos os alunos envolvidos, bem como um aproveitamento excelente do assunto ministrado".
Concordo plenamente com você professor, pois tive o prazer de presenciar sua aula, e garanto que da maneira que você trabalhou o conteúdo " Citologia" deu bons resultados e isto foi constatado com o empolgamento e a participação dos alunos durante as aulas. E entre tantas coisas boas em aulas tão bem planejadas e dinâmicas podemos garantir que os alunos absorveram todo o conteúdo com muito entusiasmo e descontração. Parabéns professor!
Vejam as fotos e vídeos

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Dança do Maculelê


  É pensando na dança como prática educativa que o professor Silney Sales vem usando ela com o objetivo de resgatar, de forma natural e espontânea, as manifestações expressivas da nossa cultura. E com a certeza de que a dança do maculelê é praticada para ser admirada por causa de seu ritmo alucinante e envolvente que serve também para aprimorar o desenvolvimento das potencialidades humanas e suas relações  com o mundo. 
   E por estes motivos e por a maneira como o professor conduz este projeto a dança do maculelê já faz parte das atividades lúdicas da Escola Paulo Freire, ou seja é uma dança causa abraçada pelos alunos e por toda comunidade escolar,         uma  uma dança que os  fpercebeu que vale pena incentivar o uso da expressão corporal como recurso da aprendizagem escolar, pois ritmos e os movimentos do corpo estimulam a expressão de sentimentos e emoções que auxiliam na integração social.

 adicionar  ver, cantar batendo os paus e tentar aprender, porque não cantar
“Sou eu, sou eu …
sou eu maculelê, sou eu …”
Ô … boa noite prá quem é de boa noite
Ô … bom dia prá quem é bom dia
A bênção meu papai a bênção
Maculelê é o rei da valentia …”

MAPAS MENTAIS

A professora de Geografia - Débora Fernanda - Dentre seus trabalhos desenvolvidos ao longo do ano, ela desenvolveu mais este importantíssimo trabalho com os alunos do 9º Ano. Neste projeto ela trabalhou a construção do conhecimento através da técnica dos MAPAS MENTAIS, onde utiliza-se símbolos,  desenhos, palavras ou expressões chaves para organizar o conhecimento, e isto serviu como consolidação e avaliação de conteúdos de Geografia estudados previamente. 
          O resultado foi um sucesso. Os alunos se divertiram enquanto organizavam suas ideias, e também nas apresentações dos trabalhos o que certamente rendeu resultados positivos com relação ao aprendizado deles, pois eles tiveram um envolvimento bem intenso com pesquisas e com a produção de material para a exposição, que de posse do conhecimento adquirido finalizaram com os trabalhos com shows de apresentações. Parabéns para os alunos e para a professora por mais este brilhante trabalho desenvolvido nesta grande instituição de ensino, que honra o nome de "PAULO FREIRE". Valeu professora!
             Vejam alguns mapas Mentais produzidos pelos alunos.


quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Projeto Encantados Africanos

AUTOR: MIKAEL NASCIMETO DA SILVA
A professora de Língua Portuguesa -Andrea Nogueira- está de parabéns por mais um lindo e significativo projeto desenvolvido na Escola Paulo Freire.    Este foi um projeto que visou promover o conhecimento da "História do mundo africano", sua cultura e os reflexos sobre a vida dos afro-brasileiros em geral, ou seja, aprendemos a “História dos outros”. o projeto foi desenvolvido na sala de aula, Laboratório de informática e na Sala de Leitura, por meio de atividades para a sua exploração, sistematização e para a conclusão dos trabalhos.Tivemos confecções de Pinturas e um Desfile de Trajes Africanos.Trajes africanos.
     As roupas africanas vão muito além da beleza. Os padrões impressos nos tecidos correspondem a nomes, provérbios ou ideias. Elas estão relacionadas com a beleza, a religiosidade e a identidade do povo negro, com a ancestralidade africana. As roupas não nascem para proteger o corpo, mas como uma forma de beleza, não só para aparecer ao outro, mas para os deuses.
As cores vibrantes das indumentárias são obtidas a partir de elementos da natureza, a exemplo de plantas, terra e flores.
        Cada cor tem um significado:
O verde indica renovação e crescimento, em clara analogia com as matas e florestas.
O Amarelo é símbolo do status e serenidade, além da fertilidade e vitalidade.
O Azul é a presença de Deus, a onipotência do céu, ao espírito puro que repousa em
harmonia.
O preto denota união com os antepassados. É a cor das provas, do sofrimento, do mistério, da
consciência espiritual, do tempo e da existência.
O Vermelho é a cor da paixão, da determinação política, da vida, da paixão e do sentimento. 
       Parabéns para a professora Andrea, para os alunos (E DE UM MODO BEM ESPECIAL PARA O ALUNO ARTISTA, AUTOR: MIKAEL NASCI METO DA SILVA) que esbanjou este evento com o brilho de suas artes, e para todos da equipe paulofreiriana pelo empenho e dedicação e pelo zelo com a educação marabaense.
MIKAEL NASCI METO DA SILVA
AUTOR: MIKAEL NASCIMETO DA SILVA
AUTOR: MIKAEL NASCIMETO DA SILVA


AUTOR: MIKAEL NASCIMETO DA SILVA
ANA VITÓRIA PACHECO DA SILVA,-NOSSA PRINCESA NEGRA

Projeto

Veja mais fotos e vídeos