quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Tuliana

          
Meu nome é Tuliana e eu vou falar de um programa que melhorou muito a minha vida, que é o Novo mais educação. Pois eu  aprendi  muito com as aulas de reforço da professora  Izabel  ela me ajuda e explica tudo, as vezes ela é até chata mas eu gosto porque ela me ensina a resolver  todas as atividades  de matemática, eu estava muito atrasada, mas já melhorei muito. 
  Vou falar também do professor Reizane que é o nosso professor de handebol e que é meu esporte preferido e é muito legal para nós porque nos ensina as regras e os limites para respeitar nossos colegas e é uma aula bacana tem duas meninas que não gosta de handebol, mas elas não sabem o que estão perdendo porque gosta.
       Agora vou falar da monitora Anita que às vezes também é muito chata mais é porque ela quer o nosso bem. Eu sei que ela gosta muito de nós porque fica preocupada com os alunos que falta nas aulas dela.
        Agora falar da aula de dança do professor Zico eu nem gosto muito, mas assim mesmo estou aprendendo uma dança para apresentar na escola na noite cultural e é só.

Tuliana 7 ano b. 

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

POEMAS PARA VER

SEQUÊNCIA DIDÁTICA: Gênero Poema visual
Escola: Professor Paulo Freire
Professora: Seane Oliveira Xavier Bezerra
Disciplina: Língua Portuguesa.
Série: 7º ano

O (a) professor (a) iniciará aula apresentando a proposta de trabalhar com a turma o gênero 
poema, primeiro irá falar um pouco da história do surgimento e origem do poema, 
que eram textos orais declamados com o acompanhamento de instrumentos musicais e
 que com o passar dos tempos se separou da música. Em seguida o (a) professor (a) irá 
perguntar para turma se eles já viram poemas visuais,e explicará que eles irão conhecer
 e pesquisar sobre um tipo de poema que é bem divertido e que não é composto
apenas por palavras, mas que utiliza a linguagem verbal e não verbal(desejos, fotos, pintura,
 formas gráficas...)para passar sua mensagem. Explicará também, que neste trabalho de 
 estudos desse gênero, os alunos não terão só a oportunidade de ler poemas, mas
 também de produzi-los.

Em minha escola tem um Pé de Angelim

 
Veja mais fotos 👉aqui
Você sabia que aqui em na escola Paulo Freire existe uma arvore que talvez tenha quase a idade de Marabá? E que esta árvore é chamada Angelim? Pois é, e não sabemos nem quantos anos ela tem, só sabemos que ela é mais velha do que Escola. E segundo relatos das pessoas mais velhas da nossa comunidade ela deve ter nascido aqui onde hoje é o pátio de nossa escola, nos tempos em que tudo por aqui era só as matas.  E segundo a historia, este pé de Angelim só não foi cortado para virar madeira porque estava neste terreno e de acordo com a historia, foi o padre Arrupe quem doou este terreno para construir nossa escola e que na época ele disse que só doaria o terreno para construir a escola, se os responsáveis pela construção prometessem que iriam preservar esta linda árvore.
    E graças a este padre que ainda hoje existe um pé de Angelim em nosso bairro. E espero que ele permaneça por mais muitos anos, pois no pátio de nossa escola ele embeleza, amenizando o calor e é a nossa maior atração estamos sempre tirando fotos e admirando toda a beleza desta árvore centenária.
      E apesar de toda esta historia ficamos sabendo também que há uns doi anos águem aqui da vizinhança sentiu-se incomodado com ela e quis cortar alguns de seus galhos e que mesmo sem a permissão da direção esta pessoa má conseguiu cortar três  de suas galhas. Triste muito triste!
       Mas agora esta arvore é de responsabilidade de todos nós vamos nos juntar com a escola para tentar protegê-la de todas estas maldades e assim mantê-la viva, porque ela é uma preciosidade para a escola e para nosso bairro. E tem uma linda e longa historia de encantos e sobrevivência e precisa permanecer viva para amenizar o calor dos novos alunos, e das futuras gerações que precisam conhecer sua historia, admirar e aproveitar de toda a sua beleza.

Bruna da Silva 13 anos Félix 7º ano “B” Projeto Mais cultura nas escola. Uma parceria do laboratório de informática desta escola com o Jornalista Ederson e a ARMA.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

A história de Aline

       Meu nome é Aline Vitoria Ferreira de Moraes, tenho 14, sou alta, tipo bem alta, sou branca, tenho cabelo castanho e olhos castanhos claros, também tenho pintinhas no rosto e muita espinha, isso é uma coisa que eu odeio em mim, mas quase todo mundo passa por isso. Ah, e também não gosto muito de matemática.
Acho-me comportada e diferente das outras meninas, gosto de ouvir música e de cantar também, mas a minha paixão mesmo é desenhar que e uma benção para mim, pois gosto muito. Adoro desenhar “Mangá” que são histórias em quadrinhos eu prefiro as de terror.  Como todo mundo, eu não sou perfeita, às vezes brigo com minha irmã e também faço bagunça em casa, não gosto muito de festas prefiro ficar no meu cantinho, moro em Marabá desde meus sete anos de idade, no começo não gostava muito daqui, mas com o passar dos tempos fui me acostumando.
            Eu não gosto muito de filmes prefiro as séries e de preferência as ficção. As séries que gosto são: the vampire diaries, supernatural, twd, henlock grove, american horror story, the originals, the 100, teen wolf bates motel e varias outras. Elas me ajudam passar o tempo, e faço também maratona de séries com minha mãe à noite.
Meus livros favoritos são: the vampire diaries, o diário de um banana e o garoto do pijama listrado.

Minha História

          Olá meu nome é Priscyla Presley Nascimento de Carvalho tenho 14 anos de idade, nasci em São Luís do Maranhão no dia 15 de setembro de 2001 e moro em Marabá há vários anos e estudo na escola Paulo Freire desde 2015. Minha mãe se chama Kátia Lúcia Pinheiro do Nascimento, é uma mulher guerreira me criou sozinha e apesar de todas as adversidades, ela é meu espelho, minha quero ser como ela quando for adulta. Já Meu pai se chama Elvis P. A. De Carvalho ele mora em São Luís e também é um homem muito guerreiro amo muito ele.
Eu tenho dois irmãos Matheus Jesus e Rebecca ah! Eles são chatos, mas são meus irmãos moro com eles e garanto que gosto muito dos dois. Sou evangélica e congrego ma igreja “Renova em Cristo”, lá eu faço parte da célula/geração “Efrata”, eu amo muito estar lá, eu também danço na igreja e gosto de dançar na rede “JUMP” - (Jovens em Unidade Multiplicando Poder).
Considero-me uma menina humilde, parceira que gosta de fazer amigos, acho que sou um pouco carinhosa, brincalhona e detesto falsidade.
    O que eu gosto de fazer?
Bom eu gosto de dançar alguns tipos de dança, gosto de cantar o que vier na cabeça, gosto de viajar, principalmente para a minha terra natal e para eventos da igreja, gosto não amo '' COMER'' é minha paixão comer macarronada, chocolate e manga com sal, gosto de estudar e minha matéria preferida é “Matemática” amo a minha família!

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Cadê a floresta que não estar mais aqui?

Eu agora vou contar uma história 
da floresta da floresta que morreu.
Antigamente as arvores
Eram lindas floridas e cheias de frutos
Cada minuto que eu passava lá
Era o bastante para me encantar.
Os pássaros que moravam lá
Cantava para a natureza alegrar,
Cantava para a natureza dançar
E cantava para a natureza chorar.
Mas com o tempo, isto não foi mais existindo.
A natureza foi acabando e os encantos sumindo.
 Por isso agora eu vou falar
Preserve a natureza
 Para depois não chorar.

Autor: Suzanny Araujo Monteiro
7º ano "B". 
Atividade orientada pela professora Seane Xavier.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Hora pedagógica

FORMAÇÃO PEDAGÓGICA EM 
AMBIENTE DE TRABALHO

Participantes: Equipe gestora,
 Equipe Docente .
Período de realização:
 30/10/2017
Horário: 7:30hs às 11:30h
Local: Escola Profº Paulo Freire
Formadores: Equipe gestora.


“ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma 
continuamos 
a viver naqueles cujos olhos
 aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. 
O professor assim, não morre jamais...
Rubens Alves...)

Veja a pauta completa